Chuvas causam estragos em Santa Catarina e a previsão é de temporais no final de semana

26 Fevereiro 2016 17:03:08

Agrolândia.jpg
1

O forte calor e a alta umidade registrados nesta quinta-feira, 25,  provocaram temporais isolados, com chuva forte em curto tempo, entre a tarde  e a noite, causando estragos em alguns municípios catarinenses. Os mais  afetados foram Agrolândia, Pouso Redondo e Braço do Trombudo.

Em Agrolândia a enxurrada causou estragos em várias comunidades do interior  e da cidade. Estradas e pontes foram danificadas. Residências e empresas  foram invadidas pelas águas. O prefeito José Constante vai decretar  Situação de Emergência. Em Pouso Redondo, choveu 80 milímetros e três  comunidades estão ilhadas. Há desbarrancamentos e obstrução nas estradas dos  distritos de Aterrado, Corruchel, Serril e São Miguel. Nestas comunidades, o  transporte escolar foi suspenso nesta sexta-feira. Em Braço do Trombudo,  foram registradas enxurradas que deixaram escolas e estabelecimentos  comerciais inundados. Duas casas ficaram destruídas e houve quedas de  barreiras. Sete famílias estão desalojadas. A Defesa Civil está fazendo o  levantamento dos danos.

Os maiores acumulados de chuva foram registrados em: Atalanta (73mm); Garuva  (71mm); Joinville (62mm); Itapoá (56mm); Brusque (48mm); Jaraguá do Sul  (48mm); Camboriú (44mm); Brusque (40mm); Corupa (37mm); Ituporanga (36mm); e  Rodeio (36mm).

Frente fria causa chuva forte e temporais

No decorrer do sábado e domingo, 27 e 28, uma frente fria avança por Santa  Catarina, provocando pancadas de chuva em todas as regiões. A chuva pode ser  forte por alguns momentos e persistente, principalmente nas regiões próximas  ao Paraná, onde o acumulado deve chegar a 100mm no domingo.

Além da chuva, há risco de temporais com rajadas fortes de vento e granizo,  principalmente no sábado e na madrugada de domingo, à medida que a frente  fria avança pelo estado. No domingo, o calor diminui devido à cobertura de  nuvens e vento sul.

Recomendações da Defesa Civil

Tempestades com descargas elétricas (raios), ventos fortes e granizo:  Proteja-se em local abrigado, longe de placas, de árvores, de postes de  energia e de objetos que podem ser arremessados. Se não encontrar um abrigo,  agache-se com os pés juntos, com a cabeça encostada em seu peito ou entre os  joelhos e as mãos cobrindo suas orelhas ou apoiadas em seus joelhos.

Se estiver na praia, jamais fique na água. Não olhe para o raio. Se estiver  em casa ou qualquer outro local abrigado, desligue os aparelhos eletrônicos,  não use o telefone, fique longe das janelas e lembre-se: o banheiro é o  melhor local durante uma tempestade.

Alagamentos: Evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares  alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com  crianças próximas de rios e ribeirões.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa  Civil, através do telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros,  no número 193.
 

3192718256.png
3729519686.jpg
Capturar.PNG

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Jornal O Riossulense