CÂMARA DE VEREADORES DE SALETE HOMENAGEIA EX-AGENTES POLÍTICOS DO MUNICÍPIO EM SESSÃO SOLENE

09 Dezembro 2015 20:00:04

Realizou-se na noite de ontem, 04 de dezembro, a Sessão Solene de Homenagens aos ex-prefeitos, ex-vice-prefeitos e ex-vereadores da 1ª Legislatura (1963) até a 8ª Legislatura (1996). A Comenda foi entregue pela Câmara de Vereadores de Salete e contou com a presença de autoridades, homenageados e familiares.

Comenda Salete (4).JPG
1

Foram homenageados 34 cidadãos que contribuíram para a construção da cidade, onde fizeram parte da história política e administrativa, recebendo a comenda “Nossa Senhora da Salete” pelos relevantes serviços prestados à comunidade saletense. São eles:

Ademir Niehues – ex-prefeito
Alcides Francisco Pivatto – ex-vereador
Aldérico Dolzan – ex-vereador
Aldérico Tomelin – ex-vereador
Anselmo Orlandi – ex-vereador
Antônio Arlindo May – ex-vereador
Antoninho Locks – ex-vereador
Arceu Balbino de Andrade – ex-vereador
Augustinho Boeing – ex-vice-prefeito
Avelino Loch – ex-vereador
Bernardino Exteckoetter – ex-vereador
Bruno Tamanini – ex-vereador
Darci Heinzen – ex-vereador
Dorval Tamanini – ex-vereador
Edgar Pedrinho Brandt – ex-vereador
Henrique Vetorazzi – ex-vereador
Hercílio Bertotti – ex-vereador
Hermínio Fortunato Lenzi – ex-vereador
Hugo Lembeck – ex-vereador
Isolde Glatz – ex-vereadora
Jacob Warmeling – ex-prefeito
Janir Brandt – ex-prefeito
José Celésio Pivatto – ex-vereador
José Locks – ex-vereador
José Santo Borghesan – ex-vereador
José Waldemar Feliciano – ex-vereador
Mário Locks - ex-vice-prefeito
Mário Zonta – ex-vereador
Marta Füchter Hellmann – ex-vereadora
Milton Kuhnen – ex-vereador
Paulo Feldhaus – ex-vereador
Pedro Hellmann – ex-vereador
Tibério Furlani – ex-vereador
Valmor Rotta – ex-vereador

A Presidente da Câmara de Vereadores, Anadir Koch Belli, comentou sobre a iniciativa e de onde surgiu a ideia de realizar a homenagem: ‘Ainda no ano passado, Seu Bruno Tamanini procurou a mim e também as vereadoras Tânia Orlandi e Neiva Zonta para sugerir que prestássemos homenagem aos colonizadores da cidade, visto que, segundo ele, teríamos mais ‘atitude’. Achei a iniciativa bacana e tinha como meta pessoal realizar algum tipo de homenagem a quem tanto fez pelo nosso município. Esse ano, em discussão e análise sobre o assunto, decidimos que se daria o pontapé inicial para homenagear essas pessoas do Executivo e Legislativo. (...) Gosto muito do exercício de empatia, de se colocar no lugar do outro e pensando assim, imagino quão gratificante deve ter sido receber esse reconhecimento ainda em vida. E é imensa a satisfação para nós da atual Legislatura proporcionar essa homenagem merecida.’

O prefeito Juares de Andrade destacou o fato de ter uma referência política em casa: ‘Ter um pai como figura política foi um aprendizado. Tudo que sei hoje, devo à ele. Parabéns à Câmara pela iniciativa, pois homenagear em vida significa dizer ‘Obrigado pelo exemplo.’ Significa que não necessito errar para acertar, posso simplesmente me espelhar no passado e aperfeiçoar minhas ações. Essa experiência dos homens e mulheres que aqui estiveram foi uma pequena mostra do conhecimento que possuem. E cabe a nós valorizar cada exemplo em nossas vidas. Parabéns aos envolvidos para que essa noite fosse um sucesso.’

O ex-vice-prefeito Mário Locks comentou seu orgulho ao ser reconhecido: ‘É com satisfação que digo que já fiz parte da política saletense. O reconhecimento é sempre algo que traz realização. Mesmo com a descrença atual e a decadência da política eu tenho esperança e acredito em futuras lideranças criativas que governarão nosso país de maneira mais justa e igualitária.’

Janir Brandt, ex-prefeito homenageado, comentou que ‘esse reconhecimento cumpre bem seu papel, pois atinge diretamente o alvo, diferentemente das homenagens costumeiras que são dirigidas para pessoas ilustres que já faleceram, se tornando nomes de ruas, edificações, praças, pontes e construções diversas. Claro que também é atitude louvável, porém condecorar quem pode se fazer presente é reconhecer que este exerceu corretamente seu papel e que foi parte fundamental na escrita da história da cidade. Encontram-se aqui hoje companheiros e adversários de muitas Legislaturas, porém o que se vê é respeito, recordações e a certeza que deram o seu melhor.’

Já o Prefeito de Taió, Hugo Lembeck, também homenageado como ex-vereador, relembrou o passado e comentou sobre suas origens: ‘Como é gratificante retornar a esta cidade que me viu nascer e crescer e que permitiu que eu iniciasse minha carreira. Tudo que aqui vivi foi determinante para os meus cargos políticos (Vereador, Prefeito, Presidente da FECAM, Secretário Regional, Presidente da UCAVI, etc.) e serei eternamente grato por tudo que aprendi. Receber homenagem nessa noite me traz grande realização, pois estou aqui para receber, confraternizar e reencontrar aqueles a quem tanto admiro e me espelho.’

José Celésio Pivatto, ex-vereador comentou que realizar evento desse nível é realmente valoroso e memorável: ‘É ótimo reencontrar algumas pessoas que lideraram minha querida cidade. É um reencontro rico e repleto de significado. Que sirva de exemplo e que mais gerações façam pelos seus filhos o que fizemos pelos nossos. E espero sair dessa crise que vivemos. Crise econômica, política, moral, mas principalmente, de fé. Há que se ter mais Deus no coração e na vida.’

Janilde Maria Lenzi, filha de Hermínio Fortunato Lenzi, comentou sobre a satisfação de fazer parte da família de um homenageado: ‘Nossos pais fizeram o que tinha que ser feito. Enquanto homens e seres humanos que são. O fizeram da maneira deles e da forma como sabiam fazer. Dedicaram tempo e até recurso financeiro particular para construir algo em que acreditavam. Foram líderes e não deixaram de ser menos pai ou menos provedores da família. Acreditaram muito antes que outros tantos em tempos melhores e duradouros. Falou-se tanto em lideranças e políticos bons. Creio no que meu pai sempre se expressa “os maus existem porque os bons não ocupam seus lugares”. Falou-se da desconfiança e do descrédito na classe política. Eu particularmente acredito que a corrupção não está em um partido, e sim nas pessoas. Felizmente nosso chão é forte e sólido. Nascemos do lado bom. Não nos corrompemos. E nem poderia ser diferente. Porque nossa cepa não o é. Poderíamos estar em qualquer partido e mesmo assim seríamos o que nossos pais sempre foram, crédulos que se dar à comunidade faz parte da existência humana e que compartilhar, dividir e somar é, não só um compromisso social de cidadão, mas também um compromisso e uma responsabilidade espiritual. Viemos para compartilhar força, trabalho e saberes. E nisto que se resume nossa existência. E isso os nossos pais souberam fazer com desprendimento e com categoria. Sem pedir nada em troca, a título de voluntariado, visando sempre um benefício maior e de grupo, da comunidade.’

O vereador Odair José Círico frisou que ‘se Salete tem sua história, foi porque esses bravos homens e mulheres ajudaram a fazer e o fizeram de maneira muito bem feita. É um orgulho legislar depois de tantos bons exemplos de doação e dedicação pela comunidade.’

O vereador Marcio Hellmann disse que ‘relembrar o passado é buscar lições para o presente e que a iniciativa foi ótima, pois foi o momento de reencontrar antigos amigos e de se fazer novos. A troca de experiência é incrível!’

Dionei Carlos Aguiar, presidente do PMDB de Salete e também presente no evento, destacou a importância de se realizar esse tipo de ação: ‘A homenagem de hoje foi de grande valia, pois esse resgate histórico se faz necessário. Não há como se pensar em futuro sem recordar do passado. As atuais gerações desconhecem a história de quem deu ‘rumo’ ao lugar onde vive. Parabenizo ao seu Bruno pela insistência, às vereadoras por levarem a ideia adiante e aos demais vereadores por acolherem e concretizarem esse reconhecimento público e genuíno de gratidão por quem tanto fez em prol da cidade.’

Bruno Tamanini, ex-vereador homenageado e líder comunitário, comentou que ‘essa manifestação de agradecimento aos trabalhos prestados ao município e ao povo é que edificam a experiência e a certeza de ter percorrido um trajeto bonito e para se orgulhar. Muito se falou sobre o desgaste dos políticos, porém não devemos generalizar todos e rotulá-los negativamente. Assim como em todas as profissões e níveis, temos pessoas boas e algumas nem tão ‘boas’ assim, mas o que nos resta a fazer é seguir nosso coração e nossa cabeça, assumindo as responsabilidades dos nossos atos. Meu falecido pai sempre dizia que ‘devemos assumir o cargo e as cargas’, e sempre com essas palavras na cabeça, pautei meu trabalho na vida e na Câmara com responsabilidade. É uma lisonja saber que foi por insistência minha que essa noite aconteceu e quero parabenizar o empenho e esforço para que essa iniciativa saísse do plano mental e se tornasse essa agradabilíssima noite.’

A noite foi encerrada brilhantemente com um coquetel, onde todos puderam confraternizar e avivar as lembranças.

Matéria e imagens – Cleide Tamanini Bogo

3192718256.png
3729519686.jpg
Capturar.PNG

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Jornal O Riossulense